//
you're reading...
Rio de Janeiro

“Social em Movimentos – França em Foco” | Rio de Janeiro | Debates e Convidados

Dia 20 de agosto, quinta-feira

Debate “Imigração/Migração”

Elisabeth Leuvrey – diretora de “A travessia”

Beto Novaes – diretor de “Migrantes”

Jean Eric Malabre – advogado do GISTI (Grupo de Informação e Apoio aos Imigrantes)

Mediador: Giuseppe Cocco – professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro

Dia 21 de agosto, sexta-feira

Debate – Direito à cidade

Samuel Jablon – urbanista

Maria de Lurdes – liderança do Movimento Unido dos Camelôs (MUCA)

Ricardo Gouvea – diretor da Fund. Bento Rubião/membro do Conselho Nacional das Cidades

Mediador: Alexandre Mendes – Defensor Público

Convidados em detalhe

Stéphane Mercurio

Stéphane Mercurio fez seu primeiro documentário em 1992 sobre as relações ambíguas entre uma empregada doméstica e seus patrões. Scènes de ménages (Cenas de limpeza, em tradução literal) foi selecionado para diversos festivais e exibido no canal franco-alemão Arte. No ano seguinte, ela filma a luta pela moradia e participa da criação de uma revista, A rua, vendida por sem-teto. Em 1996, ela escreve e filma Cherche avenir avec toit. Ela ainda lança os documentários Le bout du bout du monde e Louise, son père, ses mères ses sœurs et ses frères. À côté, seu filme mais recente, foi lançado nos cinemas franceses. O documentário recebeu o prêmio do público e do filme francês no festival Entre Vues, em Belfort, e o prêmio Imagens da Justiça em Rennes e ainda o prêmio doc-lycéens no Festival Internacional de Filmes de Mulheres em Créteil. Atualmente ela prepara um longa metragem sobre o desenhista Siné.

Elizabeth Leuvrey

Nascida na Argélia em 1968, Elizabeth Leuvrey chega à França em 1974, doze anos após a independência da colônia. No Instituto de Línguas Orientais de Paris ela conhece um documentarista com quem aprende toda a atividade cinematográfica durante oito anos. Seu primeiro curta-metragem em 35 mm Matti Ke Lal, Fils de la Terre é feito em 1998. Nas viagens de ida e volta se barco entre Marselha e Alger, capital da Argélia, Elizabeth decide fazer seu segundo filme La traversée (2006). Atualmente, ela prepara uma trilogia em seu país natal.

Gilles Rousseau

Coordenador de programação do Forum des Images (Paris), Gilles Rousseau manteve contatos com países da América Latina organizando mostras e festivais com México, Argentina e Brasil. Em 2005, pelo Ano do Brasil na França, Rousseau planejou um perfil de três cidades brasileiras (Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília) reunindo mais de 90 filmes e com a presença de diversos cineastas, como Nelson Pereira dos Santos, Carlos Diegues, Walter Salles, Joel Zito Araújo.

Samuel Jablon

Samuel Jablon é urbanista e trabalha na área de políticas sociais de habitação na França. Ele também trabalhou no Brasil com questão fundiária. Em Portugal, ele fez parte da associação Direito à Habitação na luta contra a demolição de favelas sem realocação dos moradores. Neste momento, ele faz uma viagem de estudos pelo Brasil e por outros países sobre modos alternativos de acesso à moradia em relação às experiências francesas, como cooperativismo.

Jean Eric Malabre

Trabalha como advogado para o GISTI (Grupo de Informação e Apoio ao Imigrante). O GISTI foi criado na França em 1972 como resultado de uma cooperação entre trabalhadores sociais e militantes que trabalhavam frequentemente com migrantes e advogados. Esta aproximação, concreta e legal, constitui a origem do grupo. O GISTI trabalha através dos meios legais com o objetivo de responder às necessidades dos migrantes e das organizações que os apoiam. Esta maneira de invervençao é ainda mais necessaria pelo fato de que as regularizações, essenciais aos migrantes, são muitas vezes malcompreendidas pela propria administração responsavel em aplicar estas regras.

Giuseppe Cocco

Possui graduação em Sciences Politiques – Universite de Paris VIII (1984), graduação em Scienze Politiche – Università degli Studi di Padova (1981), mestrado em Sciencie Technologie et Société – Conservatoire National des Arts et Metiers (1988), mestrado em História Social – Université de Paris I (Pantheon-Sorbonne) (1986) e doutorado em História Social – Université de Paris I (Pantheon-Sorbonne) (1993). Atualmente é professor titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro, é editor das revistas – Global Brasil, – Lugar comum (1415-8604) e – Multitudes (Paris) (0292-0107). Coordena as coleções « Espaços do Desenvolvimento « (ed. DP&A) e « A Política no Império » (Civilização Brasileira). Tem experiência na área de Planejamento Urbano e Regional, com ênfase em Política Urbana, atuando principalmente nos seguintes temas: trabalho, globalização, cidade, fordismo e cidadania. Publicou com Antonio Negri o livro GlobAL: Biopoder e lutas em uma América Latina globalizada, (Record:2005)

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s