//
you're reading...
Brasilia

Brasília | Dia a dia #5 | Cidade se constrói com esperança e memória

A história do prédio que ficava no 5-7 rue Corbeau reconstruída a partir da memória de seus antigos habitantes deu início à noite Uma cidade, várias histórias. Histórias de infância, lembranças das dificuldades de se morar num local com pouco espaço e sem água, cujas condições se detoriaram de tal maneira até chegar a um sem retorno: a demolição. Após a sessão, o diretor Thomas Pendzel conversou com o público sobre o processo de filmagem, de pesquisa e de entrevistas que o permitiu reconstruir o prédio.

Moro na Tiradentes também conta com depoimentos de famílias que habitam na Cidade Tiradentes, subúrbio da capital paulista, considerado por muitos um local degradado e violento. Através das lentes de Henri Gervaiseau e Cláudia Mesquita, o público conheceu a história de diversas pessoas, a maior parte mulheres, que enfrentam os desafios de criarem os filhos num lugar distante, sem áreas de lazer e visto com desconfiança.

A luta dessas mulheres, também vista em 5-7 rue Corbeau, dominou a conversa entre Henri Gervaiseau e o público, ainda emocionado pelas histórias e pelos depoimentos do documentário. Tocada com o que havia acabado de ver, a empregada doméstica Regina Xavier narrou sua trajetória, semelhante a tantas outras filmadas pelos diretores. A sessão chegou ao fim com o público refletindo sobre ocupação urbana, direito à moradia e preconceito.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s