//
you're reading...
Edições precedentes

Jean-Pierre Thorn

Jean-Pierre Thorn

Cineasta engajado, Jean-Pierre Thorn filma seu primeiro curta-metragem , « Emmanuelle », em 1965 e seu primeiro longa em 1968 no coração da usina Renault-Flins, ocupada na época pelos Estados gerais do cinema francês.

Abandonando o cinema em 1969 por um emprego de operário especializado na metalúrgica Alsthom, de Saint Ouen, o cineasta volta para as câmeras em 1978 e torna-se distribuidor de um programa de 10 filmes intitulado « Maio de 68 por ele mesmo».

Em 1980, ele dirige um novo longa-metragem, « Le Dos au mur », um testemunho de sua experiência como operário, e em seguida diversos filmes de empresas e sindicatos, incluindo o primeiro programa televisivo sobre os representantes de empresas « CANAL C.E. ».

Em 1989, Thorn dirige sua primeira ficção « Je t’ai dans la peau » e em seguida, apaixonado pelo movimento hip-hop, ele dirige três filmes em torno deste ritmo, incluindo « Faire Kiffer les Anges » em 1996 e « On n’est pas des marques de vélo » que aparece nas telas em 2003.

Ler longa entrevista em francês

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s